DEFUMAÇÕES E BANHOS

Fazendo a diferença sempre



A defumação é um ritual magístico, feito com a queima de ervas secas, que produz uma fumaça, a qual é passada no ambiente e nos médiuns.

Sua principal função é diluir as energias negativas condensadas, purificar o ambiente e suavizar as vibrações deixando o ambiente do terreiro mais receptivo as energias positivas.

Nos médiuns dilui cargas fluídicas, descarregam o campo mediúnico e suavizam suas vibrações, tornando-os receptivos a energias positivas.

A defumação nos consulentes é usada para diluir as cargas energéticas trazidas por eles, deixando-os mais receptivos as energias que eles irão receber no terreiro.

Elementos usados para preparação da defumação:

  • Fogo
  • Carvão
  • Álcool
  • Resinas
  • Ervas desidratadas
  • Fumos
  • Essências

Seu principal veiculo de expressão visual é representado pela FUMAÇA, é sem dúvida um limpador eficiente de energias etéricas e eletromagnéticas.

A defumação inicia-se pelo:

  • Altar ou Congá
  • Atabaques e Curimbeiros
  • Sacerdote (seguir a hierarquia da casa)
  • Mediuns
  • Os 4 cantos da casa
  • Consolencia
  • Exterior (se houver)

Os médiuns quando estão recebendo a fumaça da defumação devem sempre dar um giro completo, começando pela esquerda e depois para a direita, como se toda a fumaça da defumação penetrasse 100% em seu corpo físico e mediúnico.

No final o incensário deverá permanecer ao lado externo da casa. O braseiro deve estar bem acesso pois queimará até virar cinzas.

A defumação é feita no inicio dos trabalhos, com cantos de pontos específicos para esse ato. Todos que estão participando da gira devem cantar junto com a curimba e seus médiuns.

As ervas utilizadas para de defumação tem fundamento, varia de casa para casa, mas tem sempre vínculo com o orixá regente da gira.

Vamos dar um exemplo: se a gira for de Preto Velho, provavelmente o terreiro utilizará ervas para esses guias, como:

  • Arruda
  • Benjoim
  • Guiné

Sem dúvida a defumação é um dos rituais mais conhecidos dentro de um terreiro.

Defumação é também um processo ativo de exercício de mediunidade e por isso deve ser tratado com muito cuidado.

Todo local onde se vive, seja um templo, sua residência ou local de trabalho, pode e deve ser defumado.

A residência onde se mora principalmente, ainda mais se é uma pessoa que trabalha com a espiritualidade do santo, e que mantém ali suas firmezas ou mesmo os seus instrumentos litúrgicos. Todo mundo que tem "luz" própria ou que tem em si ou sua residência um local de concentração de energia, acaba sendo um atrativo para as inúmeras almas perdidas que existem vagando pela terra. Assim, ao defumarmos, nem sempre estamos tratando de afastar demandas contra nós, mas também de manter o equilíbrio de nosso próprio lar. Qualquer pessoa com ou sem uma mediunidade ativa, pode perceber quando há uma alteração no ambiente e nesses casos deve se recorrer a uma defumação. No caso de terreiros e Casas de santo, onde tudo isso é mais grave ainda, ou melhor mais intenso, o início de cada sessão de trabalho deve ser precedido de uma defumação.

Considero que defumar não é um processo formal ou ordinário e sim uma liturgia e quem defuma algum lugar sempre deve se preparar porque vai estar absorvendo também as energias negativas do lugar, como um para-raio, ou um "aspirador de pó".

Desta forma para executar essa liturgia é necessário alguma maturidade na magia, conhecimento e também procedimentos de preparação e auto-limpeza que para quem faz vai mais além do que o ato de defumar.

Em termos da maturidade na magia significa uma sintonia com os mestres e entidades que trabalham junto com ele. O conhecimento diz respeito ao método de fazer e aos elementos a serem utilizados tanto no defumador ou defumadores como também em procedimentos complementares.

Em termos de finalidade, o processo de defumação pode ser feito para retirar, ou seja queimar, a energia ruim como também preencher com energia boa. Geralmente quando se encontra um ambiente carregado usa-se um ou mais defumadores de limpeza, que irão "queimar" ou esterilizar as energia ruins.

Depois faz-se uma nova defumação com um outro defumador "doce" que irá preencher o ambiente com a energia que se quer deixar, evitando assim, um vazio que é a oportunidade para coisas indesejadas ou mesmo um ambiente estéril e que não traga conforto aos ocupantes do lugar.

No caso de terreiros ou casas de trabalho é similar. É comum se defumar mais de uma vez ao longo do dia de maneira a garantir a limpeza astral do lugar. No início de trabalhos com determinadas linhas, como a do povo do oriente, pode-se passar um defumador "doce" com a finalidade de atrair e facilitar as energias destas entidades. Pai Antero diz que no Catimbó o cachimbo é também um instrumento de defumação e preparação do ambiente. Pode-se usar fumos com ervas de limpeza para limpar a seção, como também pode-se colocar misturas "doces" para facilitar ou chamar a incorporação.

Os defumadores devem ter fórmulas adequadas a cada finalidade. Um pessoa experiente sabe fazer os seus e pode ter vários que são usados conforme o caso e, que combinam as ervas mais adequadas e as ervas que fazem parte do seu fundamento e de suas entidades, porque como eu disse a gente nunca faz isso sozinho.

Os defumadores devem ter fórmulas adequadas a cada finalidade. Um pessoa experiente sabe fazer os seus e pode ter vários que são usados conforme o caso e, que combinam as ervas mais adequadas e as ervas que fazem parte do seu fundamento e de suas entidades, porque como eu disse a gente nunca faz isso sozinho. Um exemplo de protocolo de limpeza para defumar um local carregado e com presença de eguns, pode-se iniciar usando um primeiro defumador somente com a erva saco-saco, ou na falta deste com palha-de-cana ou de bambu. Estes elementos são recomendados para se defumar o local, mas se houver pessoas ali, deve-se retira-los antes. Quando se vai defumar um local onde não moram pessoas ou o terreno de uma casa pode-se usar receitas como a seguinte:

- Palha de alho;

- Palha de cebola;

- Raspa de chifre de boi;

- Noz moscada.- Assa-fétida;

- Folha de café;

- Grão de café torrado.

O alho é um elemento bom, mas pode ser contra axé de alguém da casa. Da mesma forma como a arruda. Assim os elementos que despertam kizilas devem ser usados com cuidado. A composição dos defumadores é um conhecimento que deve ser desenvolvido e aprendido. Eu não gosto daqueles defumadores de loja, mas em muitos casos podem ser usados como solução emergencial.

Para o segundo defumador de limpeza pode-se usar uma mistura como a seguinte:

- Alfazema;

- Erva doce;

- Alecrim;

- Salsaparrilha;

- Salvia;

- cravo.

O processo de defumação começa pelo portão onde a gente deve fazer nossas firmezas. Passa-se o primeiro defumador de limpeza.

Adicionalmente, pode-se fazer isso acompanhado de uma pessoa que vai atrás da gente com uma quartinha de barro com Água, cruzando os cômodos com a gente. Ao fim, coloca-se os restos do defumador na rua e se joga a Água da quartinha em cima para apagar. Depois bate-se folhas nas paredes, (erva prata, arrufa, guiné, peregun, e outras). 

Passa-se o mesmo (ou outro) defumador pelo terreno, cruzando e fazendo o perímetro da casa. Passa-se o segundo defumador de limpeza, jogando as cinzas na rua.

Por fim, passa-se o defumador "doce" para alimentar o ambiente com nossa energia, sendo que se pode colocar ao fim alguma oferenda dentro de casa para estes espíritos bons.

Como parte da ultima etapa, pode-se jogar canjica cozida e fria no telhado e soprar na porta e terreno um atim feito de farinha de àkàsà e olho-de-boi que deve ser quebrado e moído até ficar um pós fino. Como o olho-de-boi é muito duro deve se ir quebrando-o até virar um pó branco. 

Faz-se assim, coloca-se um pouco da mistura na palma da mão direita e se sopra esta quantidade (formando uma pequena núvem) nas portas e nos cantos.

Outra prática com muito resultado é jogar uma mistura de água e sal, nas soleiras de portas e janelas, vai se jogando e rezando para se fechar aqueles acessos para o mal. 

Existe também outra mistura que se faz com waji (um pó bem azul) e folhas de louro (a idade da pessoa +1).

Neste casos primeiro se ferve a Água, desliga o fogo, coloca as folhas de louro e abafa. 

Quando estiver frio coloca-se o waji. Joga-se isso nas soleiras das portas e portões.

Eu sempre recomendo que as pessoas da residência tomem um banho de erva (que deve ser preparado antes do início) e depois do processo.

Para poder passar isso tudo é bom ter uma boa quantidade de carvão em brasa e ter vários turibulos, eu gosto dos de barro. Para que não se use o mesmo tulíbulo com defumadores diferentes e no caso de ambientes grande não se fique com muita cinza de defumador, o que acaba deixando um cheiro de fumaça no ambiente ao invés do cheiro de defumador. Um bom defumador é tão bom quanto acender uma vareta de incenso.

Lembre-se que nem sempre deve-se usar isso tudo. Uma defumação regular pode ser feita apenas com o defumador doce. Uma outra um pouco mais convencional, com o defumador de limpeza (principalmente pelo terreno) e pelo defumador doce. Pai Antero diz que fumar o cachimbo pela casa toda e depois jogar fumaça ao contrário pela porta a fora é também um excelente defumador regular.

Concentração é um elemento muito importante neste trabalho. Assim deve-se rezar antes de inicia-lo pedindo a proteção dos seus mestres, deve cantar durante e deve-se encerrar com uma reza ou cantiga de agradecimento ou fechamento.

Enfim, a defumação é um processo litúrgico complexo e que é mais do que acender um carvão com ervas.

DEFUMAÇÕES DE LIMPEZA E DESCARREGO 

Os lares e os locais de trabalho, são alvos de entidades perversas, que se aproveitam de sua invisibilidade e sorrateiramente penetram nesses ambientes e espalham fluídos negativos, prejudicando assim, o desenvolvimento material e espiritual habitam ou trabalham. E por esse motivo, Deus (Olorum) entregou a Ossain as ervas que, seriam usadas para destruir tais fluídos e expulsar estas entidades. Existem dois tipos de defumação; a defumação de descarrego e defumação de lustral. Defumação de descarrego. Serve para afastar seres do baixo astral, e dissipar larvas astrais que impregnam qualquer ambiente, tornando-o pesado e de difícil convivência para as pessoas que nele habitam. Defumação lustral. Além de afastar alguns resquícios que por ventura tenham ficado depois da defumação de descarrego, ela atrai para estes ambientes, correntes positivas dos Orixás, Caboclos (índio), e Pretos Velhos, que se encarregarão de abrir os caminhos.

ERVAS QUE DEVERÃO SER USADAS NA DEFUMAÇÃO DE DESCARREGO 

Palha de alho - Afasta maus espíritos - Arruda - Corta correntes negativas - Bambu (folha) - Afasta espíritos vampiros - Benjoim - Destrói as larvas astrais - Canela - Destrói as larvas astrais - Incenso de Palo Santo e Sálvia - Destrói as larvas astrais.

ERVAS QUE DEVERÃO SER USADAS DA DEFUMAÇÃO LUSTRA

Alfazema - Limpa e purifica o ambiente - Eucalipto - Atrai a corrente de Oxossi - Colônia - Atrai fluidos benéficos - Louro (folha) Atrai a corrente de Caboclo e a fortuna - Cana-de-açúcar - (palha) Atrai melhores condições para a vida.

DEFUMAÇÃO DE DESCARREGO 

As vezes sentimos que o nosso lar e o nosso local de trabalho, estar pesado, inúmeras brigas e discussões acontecem a toda hora, nada dá certo, uma impaciência toma conta, do nosso ser. O ar está carregado com partículas de fluídos negativos que aos poucos vai envolvendo cada um, e tornando as coisas mais difíceis. Estes fluídos negativos são trazidos por entidades que se comprazem com o nosso sofrimento. São seres dignos de piedade e de muita prece, muitos não têm consciência do mal que estão causando, outros agem por puro prazer. Para afastar estas entidades do nosso convívio, teremos primeiro que mudar em atos, gestos e pensamento, afastando de nossas mentes aquela corrente que nos liga a estes seres. O descarrego destrói as larvas astrais, limpando o ambiente das impurezas, facilitando assim a penetração de fluídos positivos. Varra a casa ou o local de trabalho, acenda uma vela para o seu anjo de guarda, depois, acenda um braseiro e coloque dentro do mesmo três tipos diferentes de incenso. 

Comece a defumar o local da porta dos fundos para a porta da rua, esta defumação chama-se descarrego.

DEFUMAÇÃO LUSTRAL

Esta defumação serve para aproximar as correntes positivas que emanam dos Orixás. Elas trazem o progresso, e abrem os caminhos. Mas, para que isto aconteça, procure estar sempre com a mente positiva. Acenda uma vela para o seu anjo de guarda, coloque três tipos de incenso dentro do braseiro.

Comece a defumar sua casa ou o seu local de trabalho, da porta da rua para dentro. 

Não esqueça que a defumação lustral poderá ser feita depois da defumação de descarrego. 

Quando você terminar faça um amaci com as seguintes ervas: 

Folhas de mangueira, Manjericão roxo, e alfavaca, e tome um banho.

Há ervas específicas que ajudam o médium no despertar da percepção do mundo espiritual e a intuição. Estas ervas criam um campo magnético positivo que favorece o contato entre os Guias e o médium. É aconselhável usar uma, duas ou mais dessas ervas: 

Rosa branca, anis estrelado, jasmim, cipó prata, cipó caboclo, erva de Santa Luzia, artemísia, colônia (ou cardamono).

Podemos, também, acrescentar a estas ervas, aquelas que auxiliam no afloramento dos dons mediúnicos da pessoa, são denominadas de ervas expansoras. Como: samambaia, pitanga ou guiné.

Defumação para prosperidade: Noz moscada, cana, incenso (resina), folha de louro, canela em pó, arroz com casca e alfazema

Defumação para descarrego de energias pesadas: Manjericão, alecrim, mirra (resina), alfazema e arruda.

Obs.: O incenso e a mirra são resinas e servem apenas para defumação. NÃO se usa resina para banhos.

Para que a limpeza astral e psíquica de um ambiente seja bem feita e com bons resultados, devem ser feitas sempre duas defumações. A primeira irá limpar o ambiente e a segunda irá imantar este mesmo ambiente.

Antes de iniciar, coloca-se um copo com água sobre folhas de jornal, na porta de saída da casa ou do ambiente a ser limpo. A colocação do jornal é somente para aparar as brasas que ali serão despejadas e o copo com água para apagá-las.

Colocar o carvão para queimar. Para isto usar uma peneira de aço com o carvão dentro e colocá-la no fogo. Deixar o carvão ficar em brasa. Isto é muito importante, pois é a brasa a grande responsável pela absorção de energias negativas! Depositar as brasas em um turíbulo de cerâmica ou metal e iniciar a primeira defumação.

A primeira defumação é realizada do cômodo mais interno da casa para a porta da rua. 

Deve-se passar em todos os cômodos. Começa-se, por exemplo, nos quartos, passando pela sala, dependências, cozinha, terminando na porta de saída. Esta porta de saída deve ser aquela utilizada pelos moradores da residência para a passagem rotineira. O banheiro, normalmente, não necessita defumação, de vez ser um local por onde corre muita água e aonde normalmente depositamos todos os dejetos do nosso corpo. Já é um local de descarga!

Enquanto estiver realizando a primeira defumação, deve-se fechar as janelas e abrir as torneiras da casa. Este procedimento não permitirá que energias de todas as ordens fiquem dispersas por todos os locais.

Nos dias de hoje, quando a maioria das pessoas mora em apartamentos, cabe-nos preservar a integridade energética de todos os vizinhos. Fechando as janelas, direcionamos estas energias para a água corrente, o que não prejudica a ninguém. Ao terminar, se despeja as cinzas no jornal e joga-se a água por cima. Embrulha-se tudo com o jornal que deverá ser despachado, depois, na sarjeta da rua ou no lixo colocado fora de casa.

Ao fazer a defumação, deve-se entrar no cômodo, ir até o centro e deixar que as ervas queimem um pouco, pedindo para que todos os males sejam afastados. Ao colocar as ervas ou resinas no turíbulo, agradecer àquelas ervas e resinas por realizarem o trabalho de limpeza do ambiente. Depois, ir a um dos quatro cantos e fazer uma cruz, ir então ao canto oposto. Depois ir ao terceiro canto e, por último, ao quarto canto, que deverá coincidir com a porta de saída do cômodo. A defumação é sempre feita em X. Deve-se defumar muito bem atrás de cada porta, pois os cantos escondidos facilitam à impregnação de energias não muito boas, quando o ambiente não estiver em vibrações de paz e harmonia.

É importante notar que, sempre após fazer a defumação em um canto do cômodo, retorna-se ao centro, para então ir ao outro canto. Ao terminar a primeira defumação, espera-se cerca de dez minutos, abre-se todas as janelas e se fecha as torneiras e, após aguardar mais uns quinze minutos, inicia-se a segunda defumação. Coloca-se novamente o jornal com um copo d'água, na saída, com o mesmo fim da vez anterior.

Esta segunda defumação é feita da porta de saída para o cômodo mais interno, ou seja no sentido contrário da primeira. Percorre-se o sentido inverso do realizado anteriormente. Nesta segunda defumação, pede-se para que o ambiente esteja repleto de boas vibrações.

Agora pode-se pedir aos Guias e Protetores que imantem a nossa casa. Ao terminar, deixa-se as ervas e resinas queimarem até o fim, na sala, por exemplo. Depois, leva-se até a porta de saída, despeja-se tudo, joga-se o copo d'água e embrulha-se tudo no jornal.

A segunda defumação tem um caráter não de limpeza de um ambiente e, sim, de imantação do mesmo.

Daí a importância das duas defumações: uma limpa o ambiente, enquanto que a outra o imanta. Os resultados advindos de uma única defumação, no caso de um ambiente doméstico, são imprevisíveis. Podem dar bons resultados ou não.

MATERIAIS A SEREM USADOS NA PRIMEIRA DEFUMAÇÃO:

Dentre estes materiais, escolher três: palha de alho (sendo a do roxo a melhor), pó de café, pó de cânfora (cuidado, pois tem um cheiro muito ativo), fumo de rolo, asa féti (de cheiro muito forte), esterco seco de boi (é o melhor de todos, pois não dá cheiro ruim).

ERVAS E RESINAS A SEREM USADAS NA SEGUNDA DEFUMAÇÃO:

Neste caso a escolha das ervas e resinas dependerá do fim a se alcançar. Normalmente se utiliza as seguintes ervas ou resinas, sempre em número de três ou qualquer número ímpar: alfazema (para harmonização e amorização), alecrim (para se obter consolo e saúde), incenso (para se alcançar as vibrações mais espiritualizadas), benjoim (para se vencer medos e depressões) e mirra (para se obter a prosperidade e fartura).

O incenso, a mirra e o benjoim devem ser importados, de vez que o material nacional vem muito misturado com sebo, o que baixa o nível energético do produto, além de produzir mau cheiro e ser difícil de se manter aceso. Após as duas defumações pode-se se acender incensos em varetas. O uso puro e simples do incenso em varetas funciona somente para aromatização do ambiente. O melhor incenso em varetas é o indiano, de vez ser produzido sob a entonação de mantras.

O horário para a defumação é ao nascer ou ao por do Sol. Em qualquer fase lunar pode ser feita a defumação. O melhor dia da semana é às segundas-feiras, podendo ser realizada em qualquer outro dia. Além da defumação, para a perfeita limpeza da casa, deve-se passar um pano embebido em álcool canforado, em todos os espelhos, no primeiro dia de lua nova. Assim a limpeza psíquica, astral e espiritual da casa estará completa.

Banho de Descarrego e Banho de Limpeza Espiritual. É muito importante esclarecer que descarrego e limpeza espiritual são coisas diferentes. ... BANHO DE LIMPEZA ESPIRITUAL: 

Remove definitivamente todos os vestígios de energias negativas e influencias do nosso corpo físico e espiritual; neutraliza forças hostis, e cura nossa alma. Ao longo do nosso dia, acumulamos diversas energias de lugares ou pessoas que encontramos. Com isso podemos ficar nos sentindo cansados estressados, desequilibrados ou mau humorados. BANHO DE DESCARREGO: É uma ótima forma de limpar nossa energia e refrescar nossa aura, ele tem um poder muito grande no que diz respeito à limpeza das energias negativas, da mente, do espírito e até mesmo do corpo temporariamente.

- Banho feito com base em infusão

Apropriado para folhas, flores, frutas frescas. Ferver a água e quando entrar em estado de ebulição desligar o fogo. Adicionar as ervas e deixar essa mistura em repouso por 10 (dez) minutos. Deixar amornar e despejar o conteúdo no corpo;​

- Banho feito com base em de decocção

Apropriado para cascas, raízes, frutas secas e sementes. Colocar as ervas e na água fria e levar ao fogo. Após a fervura da água, aguardar 15 (quinze) minutos neste estado. Apagar o fogo, deixar esfriar e despejar no corpo;​

- Banho feito com base na maceração

Para qualquer parte da erva. Picar bem as ervas, amasse-as num pilão e coloque-as numa bacia com água. Com as mãos limpas (lavadas), mexer nessa mistura mentalizando os objetivos pretendidos e efetuando orações de poder e proteção. Deixar essa mistura em repouso por no mínimo doze horas. Após esse período, despejar no corpo (sem coar).

Informações complementares: 

A água apropriada para banhos deve ser livre de interferências como o cloro, portanto, água de mina, fonte, poço ou mineral.A bacia usada para os banhos deve ser de ágata, barro ou a panela de ferro.

Banho de descarrego usado para Exu "Abrir Caminho" Ervas usadas:

Louro

Cedrinho

Pó de Sândalo

Cominho

Levante

Abre Caminho

Modo de Preparo: Infusão 

Banho de Exu para "Atrair energia" Ervas usadas:

Folha de Fumo

Manjericão

Sálvia

Obs.: Acrescentar um "Fio de Mel" ou uma pitada de açúcar.

Modo de Preparo: Infusão 

Banho de Exu para "Atrair fortuna" Ervas e condimentos usados:

Sete cravos da índia

Dinheiro em penca

Sete moedas correntes de maior valor

Um pedaço de canela pequeno

Um pedaço pequeno de rapadura

Cabelo de milho

Louro em pó (Sete pitadas)

Raspa de laranja lima

Folha de Pitangueira

Modo de Preparo: Decocção

Banho de Exu para "Afastar Eguns agressivos" Ervas usadas:

Folhas de Pitangueira

Arruda (Macho e Fêmea)

Comigo-Ninguém-Pode

Folha do Fogo

Peregum

Modo de Preparo: Maceração

Banho de 07 ervas contra inveja e mau olhado:

- Arruda;
- Alecrim;
- levante;
- Guiné;
- Boldo;
- Folhas de pitangueira;
- Espada de São Jorge.

Tome o banho do pescoço para baixo, de prefrência antes de dormir. Descarregue a água "suja" num verde. Repita por 07 segundas-feiras seguidas.

Banho para Yemanjá:

Material
Água morna
Folhas de Pata de Vaca;
Folhas de Tapete de Oxalá (boldo);
Mel
Flores Brancas

Lave as folhas uma a uma, coloque-as numa bacia com água e de frente para a bacia macere as folhas esfregando uma na outra, pensando positivamente em seu objetivos. 

Acrescente 08 gotas de perfume. Tome o banho do pescoço para baixo.

BANHOS DE PREPARAÇÃO AO DESENVOLVIMENTO MEDIÚNICO:

- Samambaia + alfazema + guiné.

A samambaia e a guiné atuam como expansoras, auxiliam no despertar da mediunidade.

Alfazema mantém o equilíbrio e limpa o campo energético do médium.

Pitanga + jasmim + anis estrelado + água de coco.

A pitanga tem várias propriedades: além de trazer o equilíbrio é ligada a Oxóssi, Yansã e Ogum, também é cortadora de negatividades. Ela coloca cada coisa no seu lugar e nos traz segurança.

As folhas da rama de cenoura também servem para banho, podem substituir as folhas de pitangas, na falta destas, pois a energia das folhas de cenoura é parecida com a energia da folha de pitanga.

Podemos também usar:

- Uma erva direcionadora (uma dessas: samambaia, pitanga, guiné, folhas de cenoura);

- Uma ou mais erva específica para o desenvolvimento mediúnico (estão indicadas acima);

- Uma ou mais das seguintes ervas, que são todas equilibradoras como a alfazema: tapete de Oxalá, levante, poejo, sálvia, alecrim, hortelã, manjericão, manjerona, camomila, erva doce, erva cidreira, louro, calêndula, cravo da Índia, folha da fortuna (ou folha da costa), folhas de goiabeira, folhas de amora, folhas de beterraba, assa-peixe, sete sangrias, erva de São João, sabugueiro, casca de laranja (dá ânimo e energia), casca de manga, cascas de frutas em geral (equilibram, restauram nosso campo energético e o fortalecem), pétalas de rosas (amarelas, cor-de-rosa, vermelhas, laranja), gengibre (potencializa a ação das outras ervas e restaura a nossa aura), mate (chá), melissa, noz moscada, girassol (pétalas e miolo- abre a intuição e é poderoso energizador).

Para que servem algumas ervas

Para banhos ou defumações com várias finalidades

Arruda - Ótimo protetor astral, desagrega larvas astrais e energias enfermiças. Quebra as formações energéticas negativas resultantes de acúmulos de pensamentos negativos e de atuações do baixo astral.

Alecrim - Desagrega energias enfermiças, limpa e purifica o ambiente, criando uma "esfera" de proteção; boa contra obsessão; afasta a tristeza.

Alfazema - Ajuda a equilibrar nossas energias, limpa e purifica o ambiente trazendo a paz e harmonia.

Anis-estrelado - Atua melhorando nosso humor; desperta a intuição; torna o ambiente agradável e desagrega energias negativas.

Absinto - Losna - Em banhos, ela desagrega fluidos negativos. Na defumação, afasta influência negativa.

Alho (casca) - Desagrega as energias negativas de ordem sexual, protege contra influências negativas e purifica o ambiente.

Artemísia - Quebra as correntes de pensamentos negativos e traz proteção.

Bambu - Contra influências negativas.

Botões de flor de laranjeira - Para o amor.

Camomila- Calmante, contra depressão e ansiedade.

Cana-de-açúcar (palha e bagaço) - Dá força e vigor para enfrentar as situações do dia a dia.

Canela- Condensador de fluidos benéficos, destrói miasmas astrais; afrodisíaco; atrai a prosperidade.

Cebola (casca) - Desagrega energias negativas de ordem sexual; afasta fluidos indesejados.

Capim limão/Capim Santo - Bom para acalmar e trazer bons fluidos.

Cravo - Afrodisíaco, estimulante, aumenta o magnetismo pessoal e atrai a prosperidade.

Eucalipto- Desagrega as energias negativas e enfermiças, renova nossas energias, equilibra o emocional.

Erva Doce- Acalma e harmoniza o ambiente, desagregando energias enfermiças e nocivas.

Girassol (folhas) - Excelente condensador de fluidos positivos; ajuda a aguçar a intuição.

Guiné - Quebra formas-pensamento baixas e ajuda na comunicação com os bons espíritos. Bom contra obsessões de natureza sexual.

Hortelã - Bom para proteção e contra o desânimo.

Ipê amarelo - Para harmonizar ambientes.

Laranja (flor, folhas e casca) - Estimula o amor nos tornando mais atraentes; também torna o ambiente mais agradável e "leve".

Levante - Bom para proteção e abertura de caminhos.

Limão (casca) - Queima os fluidos negativos e enfermiços.

Lírio - Bom para nos tornar mais puros, simples e humildes; estimula nosso lado compreensivo e amoroso.

Louro ("a folha do sacerdote") - Excelente para aguçar a intuição e para a prosperidade.

Maçã (folhas, flores e casca) - Desperta nossa sensibilidade ao amor e aumenta nosso poder magnético de atrair o que nos agrada.

Malva - Acalma e desperta a sensibilidade.

Manjericão - Ótimo para tirar as energias negativas, trazer vida ao ambiente e às pessoas; aumenta o magnetismo pessoal; atua contra a depressão e ansiedade.

Maracujá (flor) - Para fortalecer nossos laços de amizade.

Melissa - Acalma os ânimos e nos torna mais alegres; limpa e sutiliza o corpo astral.

Morango (folhas e fruto) - Desperta o prazer em todos os sentidos.

Noz moscada - Aguça a intuição, ajuda na comunicação astral e é boa para a prosperidade.

Poejo - Ótima para proteção e para acalmar os ânimos.

Pitanga (folhas) - Prosperidade e proteção.

Patchuli - Bom para o amor, a prosperidade e a intuição, fortalecendo o magnetismo pessoal.

Salsa - Usada para a proteção, afasta a negatividade.

Sálvia- Considerada a erva da saúde, serve para limpeza, proteção e intuição.

Rosa branca - Desperta o amor à espiritualidade.

Rosa vermelha - Desperta a paixão.

Rosa cor-de-rosa - Desperta o amor maternal, filial e fraternal.

Romã (casca e flores) - Utilizada para a prosperidade, protege contra as emanações provindas da inveja e do ódio.

Orquídea - Desperta a libido.

RECEITAS DE BANHOS E DEFUMAÇÕES:

Para depressão e purificar a aura: Salsinha, anis-estrelado e alecrim

Acabar com os males e desagregar energias negativas: Banho de cerveja

Prosperidade financeira: Salsinha com noz-moscada

Para ajudar no comércio: Alecrim, abre-caminho, hortelã, levante, girassol, cana, açúcar mascavo. (Fazer banho, defumação e passar no chão do escritório ou loja.)

Para o amor: Anis-estrelado, calêndula, rosa vermelha, patchuli, malva branca e jasmim.

Para atrair a sorte: Milho de galinha, abre-caminho, café e açúcar mascavo.

Purificar o espírito e fortalecer o mental: Levante, alecrim e hortelã.

Para a saúde, ajuda a fortalecer pessoas debilitadas: Banho de leite com levante (feito às terças e quintas feiras).

Para prosperidade: Pó de café, açúcar, louro, manjericão, folha de pitanga, hortelã.

Para descarga forte: Folhas de eucalipto, casca de alho, palha ou bagaço de cana (seco), folha de bambu, folha de pinhão roxo.

Para descarga de energias sexuais densas: Cravo, canela, casca de alho roxo, erva-doce, casca de limão.

Para cansaço ou depressão: sementes de girassol, semente de imburana, anis-estrelado. (Exercícios respiratórios ajudam muito. Deixar no ambiente o preparado com essas ervas, de modo que o vapor fique no ar; respirar com calma, sem pressa e sem esforço.)

Contra a insônia: Pétalas de rosa, erva-sândalo, hortelã e cravo da Índia.

Para afastar a obsessão e alcoolismo: Alho, salsão, arruda, guiné, espada de São Jorge, folha de fumo, folha de mangueira, levante e cipó mil-homens

Para abrir caminhos: Açucena, agrião, angico, aroeira e espada de São Jorge

Para ajudar no desenvolver da espiritualidade: Jasmim, anis-estrelado e alfazema.

As ervas acima servem para banhos e defumações. Para defumar, as ervas precisam estar secas.

BANHO DE DESCARREGO - MODO DE FAZER

Toma-se primeiramente um banho de higiene, isto é, um banho normal.

O preparo de um banho é um ritual que deve ser feito com concentração e sempre bons pensamentos.

O banho pode ser feito com:

Ervas maceradas:

No processo de maceração das folhas é executado da seguinte maneira: maceram-se as folhas com um pouco de água, colocam-se as ervas em uma vasilha espremendo-as até obter a maior quantidade possível do sumo das mesmas, a seguir junte dois litros de água pura.

Ervas fervidas:

Coloque 1 litro de água para ferver, quando a água estiver fervendo, jogue dentro as ervas. Deixe ferver e abafe a panela. Após uma hora, coe o líquido e depois do banho comum use este banho.

Modo de usar o banho: jogue o líquido no corpo do pescoço para baixo, sem molhar a cabeça; da seguinte maneira: um pouco na frente - um pouco nas costas - um pouco no ombro esquerdo - um pouco no ombro direito. Ao jogar o banho, fala-se: "Salve todo o povo da água, que tudo de ruim e toda a energia negativa se dissolvam, escorra pelo ralo e vá para o fundo do mar, proteção para mim meu Deus".

Não se enxugar, esfregando a toalha no corpo, apenas, retire o excesso de umidade já que o esfregar cria cargas elétricas (estática) que podem anular parte ou todo o banho.

Depois do banho: Acender uma vela branca para o anjo de guarda, coloca um copo com água ao lado, um pouco de mel ou açúcar no pé da vela, fazer uma oração pedindo a Deus que ilumine seu caminho e proteja você de todo mau.

É importante desfazer-se dos restos das ervas. Junte as ervas que caíram no chão coloque tudo num saco plástico e despache no lixo fora de casa, na encruzilhada ou água corrente para que a limpeza seja completa.

Repita o banho durante sete dias seguidos. Dependendo da intensidade da carga pode-se tomar um, dois ou três banhos por semana, ficando a critério da pessoa o número de banhos necessários. As roupas utilizadas após o banho são sempre roupas claras. O horário deve ser noturno, antes de conciliar o sono.

Sintomas que nos indicam a necessidade de um bom banho, descarrego ou de ervas:

Para as pessoas que estão carregadas de maus fluídos e influências negativas, sentindo o corpo cansado sem terem feito grandes esforços físicos, mal-estar freqüente, dores na nuca, dores nas costas e nas pernas, bocejando sem sono, nervosismo em excesso, falta de ânimo, falta de iniciativa, instabilidade emocional, tropeços, pequenos azares, pressentindo que outras pessoas se afastam de nós.

Existem casos especiais em que as próprias entidades (Caboclos, Pretos Velhos e Orixás) indicam outras fórmulas de banhos, expondo, também, sobre o modo como devem ser empregados.

Outros tipos de banhos: descarrego com fundanga (pólvora), rosas brancas, flor de Obaluayê (pipoca), banho de álcool etc.

ERVAS QUE PODEM SER USADAS

Espada de São Jorge (7 pedaços), girassol, bambu, Unha de vaca, picão do mato, folhas de Lágrimas de Nossa Senhora, sabugueiro, funcho, sete sangrias, cravo de defunto, folhas de aroeira, azedinho, gervão roxo, negra-mina, tamarindo (folhas), eucalipto (folhas), cipó Caboclo, Losna, romã (folhas), arnica de horta, erva de São João, laranja (folhas), alecrim do mato, alecrim miúdo, hortelã, poejo (folhas), levante, espada de Iansã (7 pedaços), Guiné, Folha de Manga, Camomila, folha de Café, Manjericão, Alfazema, arruda, erva-doce e erva cidreira nos livram dos males e, ao mesmo tempo, reenergizam.

Não é necessário usar todas as ervas, o banho poder ser feito também com uma só erva.

Importante também mudar as ervas dos banhos pois cada uma tem a sua propriedade e atuam em cargas diferentes.

Os benefícios do banho de eucalipto

Banho de eucalipto: além de ser eficaz para renovar suas energias vitais, equilibra sua aura e fortifica seu espírito!

Tem dias em que nos sentimos cansados, mesmo dormindo e nos alimentando bem. Nesses momentos, acordamos cansados e não entendemos o porquê da falta de energia durante o restante do dia, o que afeta a nossa concentração. Pensando ser cansaço, acabamos por dormir mais, tentar renovar as energias através do sono, e o que acontece? Nada de diferente.

A astrologia explica que nesses casos, provavelmente, você acumulou energias negativas, vindas de ambientes que frequentou ao longo da semana, e que, mesmo de forma inconsciente, afetou e desregulou o seu campo energético.

A solução para esses momentos? Um banho de eucalipto! Além de ser eficaz para renovar suas energias vitais, equilibra sua aura e fortifica seu espírito!

Como preparar o banho de eucalipto?

Ingredientes

- 2 litros de água;

- Um punhado de folhas de eucalipto (secas ou verdes).

Como preparar

Em uma segunda-feira, coloque a água em um recipiente à sua escolha, leve-a ao fogo e deixe-a ferver. Quando atingir a ebulição, jogue as folhas de eucalipto, preparando um chá na cor verde-acastanhada. Desligue o fogo e deixe chegar à temperatura ideal para um banho. Coe e leve para o banheiro. Tome banho normalmente e, ao finalizá-lo, jogue a mistura do pescoço para baixo. Enquanto se banha, peça aos seus Guias Espirituais luz e paz para a sua vida. Essa espiral empurra toda a negatividade, que se vai pelo ralo do banheiro.

Assim que terminar o banho, pegue as folhas usadas e devolva-as à natureza.

Pode ser em um jardim ou mata próxima da sua casa, em uma atitude de respeito, agradecendo seus benefícios.

BANHOS INDICADOS POR PAI ANTERO

*Lembrando que todas essas ervas, se relacionam com os orixás que regem esse dia da semana, você pode realizar o banho com apenas uma ou combina-las de acordo com o seu campo de atuação.

SEGUNDA FEIRA

  • Para começar bem a semana, fazer o banho de descarrego com alfavaca. Essa erva é concentradora de vibrações positivas e de cura.
  • O hibisco também é indicado para as segundas, com sua energia forte que favorece o sistema imunológico trazendo ânimo. Esse banho é bom ser feito pela manhã, por ser energético.
  • Por último, indico também a camomila. Essa florzinha é tranquilizadora, relaxante e ajuda ter uma segunda feira mais leve. Esse banho de camomila é mais indicado à noite, antes de dormir.

TERÇA FEIRA

  • Para começar a Terça feira com muita firmeza e determinação, faça o banho de Cipó Caboclo. Ele traz a sensação de segurança, proteção e direcionamento à sua vida.
  • Outra erva indicada para os banhos de descarrego é o poejo, que atrai energia de boa sorte para sua terça feira.
  • Precisa de ânimo e está com baixa energia? Então tome um banho de hortelã ou qualquer outro tipo de menta para levantar o astral e abrir caminhos.

QUARTA FEIRA

  • Quarta feira é o meio da semana e por isso um dos dias que mais se precisa desses banhos de descarrego. As energias da segunda feira se arrastam e parece que o fim de semana não chega nunca? Basta tomar um desses banhos e tudo vai ficar melhor.
  • Para abrir seus caminhos e ter uma quarta-feira direcionada, produtiva e sem problemas rondando, é bom tomar um banho de abre caminhos de manhã, vai te ajudar a manter o foco, aproveitar as oportunidades e evitar conflitos.
  • Para fugir da apatia, banho de calêndula com gengibre, que dão ânimo e estimulam a energia individual.
  • O banho de pétalas de girassol é também indicado para os banhos de descarrego para quem deseja revigorar a vontade de viver e bom para apatias e depressão. De preferência banhar-se em dias bem ensolarados.
  • Para o stresse tome banho de flor de laranjeira. Ele vai tranquilizar você e todo o ambiente com seu aroma cítrico. Ele ajuda também a desenrolar situações confusas e difíceis de resolver.
  • Losna e pitangueira são opções que ajudam a ativar a percepção para encontrar o melhor caminho para resolver problemas. Precisa de uma solução? Vá para o banho e deixe as ervas cuidarem de você.
  • Para finalizar, é indicado também o romanzeiro, pois suas folhas frescas trazem a energia da prosperidade para perto de você.

QUINTA FEIRA

  • Quinta feira é dia de abrir a visão e elevar a espiritualidade:
  • Os banhos e defumações com alecrim, servem para elevar a espiritualidade, trazer iluminação ao espírito.
  • Assim como o alecrim, a artemísia ajuda na necessidade de autoanálise, expande o nosso pensamento e nos encaminha para o pensamento evolutivo.
  • Outros banhos que também combinam com a energia da quinta feira são: o de capim-cidreira, folhas de louro e folhas de mangueira.

SEXTA FEIRA

  • A Sexta é o dia de trabalhar a aceitação e compreensão de perdas.
  • Passo-lhes o banho de alfazema, que traz paz de espírito e resolução para problemas pendentes. Além disso, tem um aroma natural delicioso!
  • Na sexta indico também as ervas de Iemanjá. Um bom banho de anis-estrelado vai te ajudar a tomar decisões mais rapidamente e resolver problemas urgentes. Ele age no chakra coronal trazendo luz e equilíbrio para que você consiga encontras as respostas que precisa.
  • O banho de manjericão também é indicado para a sexta feira. Ele ajuda a descarregar negatividade e é um grande harmonizador de chakras, ajudando quem não está bem de saúde.
  • Para finalizar a sexta, indico também o banho de rosa branca. Ele é uma oferenda natural a Iemanjá e Oxalá e é capaz de potencializar a mediunidade e a tranquilidade. É um banho de descarrego bom para médiuns, pois age como um facilitador dessa faculdade.

SÁBADO

  • O Sábado é o dia para aproveitar e relaxar e também se dedicar ao bem-estar, e revitalização das energias, por isso o banho desse dia será um que traga paz de espírito e resolução para problemas pendentes.
  • Você vai precisar de:
  • 1 punhado da erva colônia
  • 1 punhado de jasmim
  • 1 punhado de pétalas de rosa branca
  •  1 punhado de flores de Alfazema
  •  1 punhado de oriri
  •  1 punhado das flores e folhas de pata de vaca
  •  4 litros de água

No Sábado pela manhã, coloque os 4 litros de água para ferver.

  • Assim que levantar fervura, adicione todos os ingredientes e com uma colher de pau, misture por 5 minutos em sentido horário (tem necessariamente que ser nesse sentido, é só copiar o sentido de rotação do relógio).
  • Depois, tampe a panela e deixe descansando durante 3 horas.
  • Após esse período, coe a mistura e despeje em um balde.
  • No banheiro, complete o balde com mais água do chuveiro.
  • Feito isso, tome um banho normalmente, bem calmo, relaxado, tentando atrair energias positivas para o ambiente e para o seu corpo.
  • Por fim, despeje a água do banho da cabeça aos pés, pedindo repetidamente os seus desejos. 

Salve Òsanyin!


© 2018 Casa de Santo Filhos do Axé / Unida por uma Umbanda de fé 
Desenvolvido por Webnode
Crie seu site grátis!